OTbrain

Loading...

OTbrain

Register

AVDIs - 30 de Dezembro, 2021

#16 Observaçōes de AVDIs em crianças dos 4 aos 18 anos de idade

  • Ocupações na Terapia Ocupacional:

 
  • A Terapia Ocupacional destaca a importância das ocupações para a saúde, identidade e competência dos indivíduos, grupos ou populações, promovendo atividades diárias significativas que oferecem sentido e propósito à vida.
  •  
  • As ocupações são as atividades realizadas individualmente ou em grupo, que são essenciais, desejadas ou esperadas, e são personalizadas para serem significativas, envolvendo a participação em eventos da vida diária com propósito, significado e utilidade percebidos pelo cliente.
  •  
  • O envolvimento em ocupações é influenciado por fatores contextuais e pela interação entre padrões de desempenho, competências de desempenho e características do cliente.
  •  
  • Na Terapia Ocupacional, as ocupações são categorizadas em nove grandes áreas:
  • – Atividades da Vida Diária (AVDs)
  • – Atividades da Vida Diária Instrumentais (AVDIs)
  • – Gestão da saúde
  • – Descanso e sono
  • – Educação
  • – Trabalho
  • – Brincar/jogar
  • – Lazer
  • – Participação social
  •  
  •  
  • Atividades da Vida Diária Instrumentais (AVDIs)

  •  
  • As AVDIs são atividades mais complexas que envolvem a interação com o ambiente e a gestão da própria vida, abrangendo tarefas como gestão de finanças, cuidado com a casa, preparação de refeições, cuidados com outros, compras, uso de transportes, gestão da saúde e segurança, e uso de tecnologias para comunicação.
  •  
  • Para crianças e adolescentes, as AVDIs podem incluir uma gama de tarefas importantes para o desenvolvimento da independência e autonomia. Estas atividades variam com a idade, maturidade e competências individuais, mas todas são cruciais para o crescimento pessoal e social. Em idades mais jovens, as AVDIs podem começar com tarefas simples, como arrumar o quarto, ajudar nas tarefas domésticas leves, ou participar na preparação de refeições simples.
  •  
  • À medida que as crianças crescem, estas atividades tornam-se mais complexas, incluindo responsabilidades como fazer compras, gerir pequenas quantias de dinheiro, planear e preparar refeições mais complexas, cuidar de irmãos mais novos, e utilizar tecnologia para fins educacionais e de lazer.
  •  
  •  
  • Educação/Trabalho

  •  
  • A ocupação de educação/trabalho envolve atividades relacionadas à aquisição de conhecimentos, capacidades, atitudes e comportamentos necessários para o desempenho efetivo em ambientes educacionais e laborais. Para crianças e adolescentes, essa área abrange desde a aprendizagem e participação em contextos educativos formais até o desenvolvimento de competências para futuras oportunidades de trabalho.
  •  
  • Desde tenra idade, a exposição a ambientes educacionais ricos e estimulantes é crucial. Para os mais jovens, isso pode incluir atividades lúdicas que promovam a aprendizagem de conceitos básicos, o desenvolvimento de competências sociais e a capacidade de resolver problemas. À medida que as crianças crescem, a ocupação educacional evolui para incluir tarefas mais estruturadas e desafiadoras, preparando-as para o sucesso académico e, eventualmente, para o mercado de trabalho.
  •  
  • No contexto do trabalho, a preparação para a vida profissional começa com atividades que desenvolvem responsabilidade, ética de trabalho, capacidades de comunicação e colaboração. Para adolescentes e jovens adultos, isso pode envolver experiências de trabalho voluntário, estágios, ou empregos a part-time, que fornecem uma valiosa exposição ao mundo do trabalho e ao desenvolvimento de competências profissionais.
  •  
  •  
  • Ambiente – Facilitadores e Barreiras

  •  
  • O desempenho em atividades da vida diária instrumentais (AVDIs), educação e trabalho por parte de crianças e adolescentes é significativamente influenciado pelos facilitadores e barreiras presentes no ambiente. Este ambiente inclui fatores físicos, sociais e culturais que podem tanto apoiar quanto restringir a capacidade dos jovens de realizar AVDIs de forma autónoma e eficaz, bem como se engajar efetivamente em ocupações educacionais e profissionais.
  •  
  • Facilitadores ambientais para AVDIs, educação e trabalho podem englobar a disponibilidade de recursos e ferramentas adequadas, ambientes seguros e acessíveis, apoio de familiares, professores e mentores, além de acesso a educação de qualidade. Estes facilitadores promovem o desenvolvimento de competências importantes como a gestão do tempo, organização, planeamento de tarefas, tomada de decisões, engajamento, motivação e sucesso nas ocupações de educação e trabalho.
  •  
  • Por outro lado, as barreiras ambientais enfrentadas incluem a falta de recursos, ambientes inseguros ou inacessíveis, ausência de apoio social, falta de acesso a recursos educacionais, ambientes de aprendizagem inadequados, falta de apoio profissional ou discriminação. Tais barreiras podem limitar o desenvolvimento de capacidades para as AVDIs e afetar negativamente a autonomia, independência e a trajetória profissional dos jovens.
  •  
  • Identificar os facilitadores e barreiras presentes no ambiente é crucial para adaptar intervenções que promovam a autonomia, a competência e a realização pessoal dos indivíduos nestas áreas fundamentais da vida. Ao proporcionar um ambiente que maximize os facilitadores e minimize as barreiras, terapeutas ocupacionais podem desempenhar um papel vital na facilitação do desenvolvimento saudável e na realização das metas pessoais e profissionais de crianças e adolescentes.
  •  
  •  
  •  
  • Os parágrafos abaixo fornecem dicas gerais para a observação do desempenho da criança em Atividades de Vida Diária Instrumentais e Educação/Trabalho, por faixa etária. Podem ajudar-te a saber o que observar para reunir a informação adicional que precisas para a tua avaliação.

 

Atividades da Vida Diária Instrumentais:

  • Preparação de um simples lanche, como uma tigela de cereais ou espalhar manteiga sobre torradas; arrumar os próprios pertences e arrumar o quarto de dormir; colocar e limpar a mesa depois de uma refeição; ajudar na limpeza de sujidades; cuidar de um animal de estimação como alimentar ou passear o cão; ligar/desligar dispositivos eletrónicos como computador, televisão; uso de um telefone.
  • Observar a criança a fazer uma tarefa doméstica como pôr a mesa, lavar a loiça, arrumar uma sala, guardar a roupa suja, esvaziar o lixo, ou completar as atividades de cuidado de um animal de estimação; observar a criança a preparar uma refeição simples ou um lanche.
  • Observar a criança a fazer uma das suas tarefas domésticas como pôr a mesa, lavar a loiça, arrumar um quarto, arrumar a roupa suja, despejar o lixo, ou completar as atividades de cuidado de um animal de estimação; observar a criança a preparar uma refeição simples; na comunidade, observar a encomendar uma refeição, fazer compras (encontrar, selecionar, e comprar artigos). 

Atividades de Educação/Trabalho:

  • Selecionar uma tarefa que exija que a criança siga instruções simples como ir buscar o correio e colocá-lo no local designado; observar a capacidade utilizar um dispositivo eletrónico como um computador ou telemóvel; observar a criança na sala e anotar a capacidade de assistir silenciosamente numa situação de grupo, seguir uma rotina de aula, e iniciar e completar tarefas simples.
  • Observar durante as atividades escolares na sala de aula e noutros ambientes, tais como no parque e no refeitório; observar a criança a organizar os pertences da escola, fazer as atividades de trabalhos de casa.
  • Para além de observar tarefas relacionadas com a escola, observar durante atividades de trabalho voluntário ou não remunerado, tais como atividades de cuidados infantis, cuidados e manutenção da relva, tarefas informáticas, atividades de angariação de fundos, atividades de ensino/ acompanhamento/ tutoria. 

[NOVO] Artigos OTbrain

×