OTbrain

Loading...

OTbrain

Register

Educação - 13 de Novembro, 2022

#172 |Artigo| Intervenções no âmbito da terapia ocupacional para melhorar a participação académica das crianças: Uma revisão sistemática

  • Citação: Grajo, L. C., Candler, C., & Sarafian, A. (2020). Interventions within the scope of occupational therapy to improve children’s academic participation: A systematic review. American Journal of Occupational Therapy, 74, 7402180030. https://doi.org/10.5014/ajot.2020.039016
  •  
  • Importância: Os terapeutas ocupacionais avaliam a capacidade dos estudantes participarem na escola e podem prestar serviços para melhorar a aprendizagem, o desempenho académico e a participação.
  •  
  • Objectivo: Este estudo teve como objectivo examinar a eficácia das intervenções no âmbito da prática da terapia ocupacional para melhorar a participação académica de crianças e jovens dos 5 aos 21 anos de idade.
  •  
  • Metodologia: Os autores desenvolveram uma busca nas bases de dados MEDLINE, PsycINFO, CINAHL, OTseeker, e Cochrane, por artigos publicados entre 2000 a 2017 utilizando as directrizes da “Preferred Reporting Items for Systematic Reviews e Meta-Analyses (PRISMA)”.
  •  
  • Resultados: Foram incluídos quarenta e seis estudos, baseados em três temas:
  • (1) intervenções para suportar a participação e a aprendizagem na sala de aula;
  • (2) intervenções para suportar a motivação e a participação na alfabetização, incluindo a leitura, a expressão escrita e a compreensão;
  • (3) intervenções para suportar a caligrafia.
  •  
  • O uso de coletes pesados e bolas de pilates em sala de aula reuniu baixo nível de evidência. Evidência de força moderada suporta o uso de yoga para melhorar a participação educacional.
  •  
  • Os resultados sugerem evidência moderada para o uso de atividades criativas, intervenções mediadas pelos pais, e intervenções apoiadas por pares para aumentar a participação na literacia.
  •  
  • A prática terapêutica em caligrafia é suportada por fortes níveis de evidência e o uso de vários programas de caligrafia como substituição ou o uso de estratégias instrucionais adicionais para melhorar as capacidades de caligrafia reuniram baixa evidência.
  •  
  • Conclusões e Relevância: São necessários estudos mais rigorosos que sejam conduzidos por terapeutas ocupacionais em ambientes escolares e que utilizem medidas de participação e resultados académicos.
  •  
  • O que é que este artigo acrescenta: Esta revisão sistemática fornece aos terapeutas ocupacionais provas sobre o uso de intervenções baseadas na atividade e centradas na ocupação para aumentar a participação e aprendizagem das crianças na escola.
  •  
  • Implicações para a prática 
  • Os resultados desta revisão apoiam as seguintes recomendações para a prática e investigação da terapia ocupacional:
    • – A generalização do uso de coletes pesado e bolas de pilates na sala de aula para melhorias de participação dever ser feita com cautela;
    • – Intervenções que utilizam a escolha, o envolvimento criativo, a colaboração com os pais, e o apoio de pares mostram-se promissoras na melhoria das atitudes das crianças em relação à alfabetização e à participação em atividades de alfabetização.
    • – O treino de capacidades isoladas para preparar a criança para os pré-requisitos de escrita não se traduz numa melhor caligrafia ou melhor desempenho. O uso de pré-requisitos nas intervenções deve estar diretamente ligado a tarefas de escrita manual.
    • – É necessária uma investigação mais rigorosa para apoiar a eficácia das intervenções e para desenvolver medidas de participação educacional centradas na ocupação.
  •  
  • Vê e descarrega este e outros artigos em: Artigos OTbrain

 

 

[NOVO] Artigos OTbrain

×